WhatsApp: como sua influência está guiando as informações?

Aplicativo foi recentemente o centro de grandes acontecimentos políticos e sociais no mundo

2926 Visitas Tempo de Leitura: 4 minutos

O WhatsApp chamou muita atenção nos últimos meses devido a sua interferência em situações políticas do país. Mas, por ser apenas um aplicativo, devemos nos preocupar com ele? Ou todos nós devemos ficar felizes com sua existência?

Apesar da profundidade e complexidade das perguntas, a resposta às duas é uma só: sim.

Com mais de 1,5 bilhão de usuários e propriedade do Facebook, o aplicativo de mensagens levantou muitas dinâmicas tanto sociais quanto políticas nos últimos meses.

E não só no Brasil. No Quênia e na Índia – e recentemente no México – o aplicativo influenciou em diversas situações.

A empresa já revelou estar trabalhando na diminuição do compartilhamento de desinformações. No entanto, quanto mais há o aprofundamento nos problemas, menos tratáveis eles parecem. Mesmo que haja uma movimentação em massa para consertar.

Diferente de Facebook, Twitter ou Instagram, o WhatsApp não é uma rede social. Nisso, a maioria das conversas não são mediadas por algum tipo de algoritmo destinado a aumentar o engajamento.

Isso significa que o aplicativo tem pouco controle sobre o conteúdo disseminado. Na maioria dos casos, a empresa nem consegue ver o que está acontecendo, até pela criptografia automática gerada por ele.

Leia também: O poder do influenciador está no presente

Nessa situação, o problema pode não estar nem na empresa ou no aplicativo. Mas sim no conceito do WhatsApp.

O poderio do WhatsApp

No momento em que você oferece a capacidade de acesso gratuito e privado, muitas coisas boas podem acontecer. Enquanto muitas coisas terríveis também podem acontecer. Sobre isso, o WhatsApp é uma realidade poderosa e já permanente.

Seus problemas não podem ser resolvidos inconstantemente. Sendo para melhor ou pior, temos que aprender a conviver com isso.

O principal diferencial do aplicativo está em sua velocidade e alcance. E assim como em grandes mercados, o WhatsApp funciona como uma ferramenta de comunicação. Sendo usada para conversas, brincadeiras, compartilhamento de fotos, memes, notícias, atividades políticas e mais.

A falta de boas fontes de informação é o principal motivador para reforçar a crença em algo compartilhado pelo WhatsApp ou Facebook, por exemplo. Afinal, a informação foi dada por alguém que você confia, como não acreditar nessa pessoa?

Mas mesmo com todas as confusões geradas pelo aplicativo, a empresa está correndo atrás de mudanças.

O caminhar para o futuro 

Antes, era possível o compartilhamento livre de mensagens. Agora, no entanto, uma mensagem pode ser encaminhada para 20 “chats”. Na Índia, por exemplo, esse número é bem menor: apenas cinco “chats”.

Essa caracterização de limites foi criada como uma experiência. Quanto mais a empresa aprende sobre como esses limites afetam o comportamentos dos usuários, novos limites poderão ser adicionados.

A sensibilidade do app é o principal ponto que transforma os rumores sobre o serviço tão graves. Como citado anteriormente, a familiaridade no WhatsApp gera confiança. Isso, na maioria das vezes, é um bem social.

Porém, em grandes situações, essa confiança é invertida.

A situação atual do WhatsApp não é só de rumores maliciosos e indiscriminados. Mas sim, uma história de pessoas que confiam em outras pessoas, que confiam em outras pessoas, e cada uma passando aquilo que é considerada uma informação importante para amigos e colegas.

No fim, tudo é uma história da própria natureza humana. Por isso, ainda faltam passos para aprendermos a inibir a tendência natural de compartilhar. Além do fato de nos prepararmos para mais acontecimentos como os ocorridos recentemente.

Leia também: O que é “clickbait do bem” e como fazê-lo?

FONTE

Sobre nós

A influu é o ecossistema feito para influenciadores digitais. Com foco na monetização e profissionalização dos novos formadores de opinião, a empresa se divide em três áreas: criação de conteúdo para o blog, redes sociais e YouTube, realização periódica de eventos por todo Brasil e mediação entre influenciadores e marcas para campanhas de marketing.

Para entrar em contrato, mande um e-mail para oi@influu.me

Estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Apaixonado por cinema. Aspirante a roteirista e crítico. Apaixonado por Star Wars e animações da Disney.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO POR EMAIL

Leia também

Dicas para atrair e maximizar a audiência do seu público-alvo
Diversos
2915 Visitas
Diversos
2915 Visitas

Dicas para atrair e maximizar a audiência do seu público-alvo

Thaís - 29 de outubro de 2018

Ter um conteúdo de qualidade e bem trabalhado é apenas uma parte do processo para ser bem-sucedido no mundo online.…

Como ser um youtuber acima da média?
Youtubers
1375 Visitas
Youtubers
1375 Visitas

Como ser um youtuber acima da média?

Victor Russo - 9 de outubro de 2018

Para ser um youtuber relevante no mercado atual é necessário ter alguns diferenciais. Apesar de muita gente criando conteúdo na…

Como fazer uma campanha de marketing de influência
Influenciadores
856 Visitas
Influenciadores
856 Visitas

Como fazer uma campanha de marketing de influência

Victor Russo - 6 de agosto de 2018

O primeiro passo para fazer uma campanha de marketing de influência é ser transparente com o seu público, ou seja,…

Qual é o melhor momento de investir no seu canal?
Diversos
238 Visitas
Diversos
238 Visitas

Qual é o melhor momento de investir no seu canal?

Victor Russo - 30 de janeiro de 2018

Muitos youtubers não sabem a hora de começar a investir dinheiro com o canal. É comum ver canais que acabaram…

Comente

Seu email ficará oculto

Mais Visitados

Os 10 maiores canais brasileiros no YouTube
Diversos
38626 Visitas
Diversos
38626 Visitas

Os 10 maiores canais brasileiros no YouTube

Victor Russo - 9 de abril de 2018

O Brasil é um dos países que mais consomem conteúdos do YouTube no mundo. Aproximadamente 95% da população internauta brasileira utiliza a plataforma de vídeos do Google.…

YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?
Diversos
37172 Visitas
Diversos
37172 Visitas

YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?

Guilherme - 10 de agosto de 2018

Atualmente, o Spotify é um dos maiores serviços de streaming de música. Mas, a chegada do YouTube Music pode trazer uma concorrência bem disputada. Por isso, decidimos…

5 temas de videos para youtubers iniciantes
Todos
17683 Visitas
Todos
17683 Visitas

5 temas de videos para youtubers iniciantes

Fernanda Campos - 19 de abril de 2018

É comum que influenciadores digitais tenham bloqueios criativos ou dificuldades para encontrar temas de vídeos. Para que seu canal no YouTube não empaque, listamos algumas ideias que funcionam…

6 temas de vídeos para youtubers iniciantes
Canal Influu
15409 Visitas
Canal Influu
15409 Visitas

6 temas de vídeos para youtubers iniciantes

Fernanda Campos - 25 de outubro de 2017

É muito comum que influenciadores que estão começando um canal no YouTube tenham dificuldade em pensar sobre o que fazer vídeos. Mesmo que já tenha o tema…