Como o Instagram está salvando a poesia?

Plataforma está se tornando o ambiente perfeito para artistas do meio

1512 Visitas Tempo de Leitura: 4 minutos

Que o Instagram é uma ferramenta ótima para publicações e negócios a gente já sabe. Mas qual é a relação da rede social com a poesia?

Poesia sempre foi uma forma de arte. Contudo, raramente foi uma carreira, mesmo para grandes nomes. Os americanos William Carlos Williams e Wallace Stevens, por exemplo, tinham suas próprias carreiras. Enquanto Willliams era médico, Stevens era um executivo de seguros.

Mas, ainda assim, a poesia fazia parte de suas vidas.

Um exemplo da poesia moderna está na indiana (mas nacionalizada canadense) Rupi Kaur. A poetisa, em 2016, superou Homero com sua coleção Milk & Honey, sendo traduzida para 40 idiomas e vendendo mais de 3,5 milhões de cópias.

Entretanto, sua formação não está diretamente ligada à poesia, mas sim, redes sociais. Sua carreira começou com publicações no Tumblr, em 2012, e logo depois foi diretamente ao Instagram. Mas ainda não havia uma estratégia rentável.

Contudo, tudo mudou com Milk & Honey. Além de chegar na lista dos livros mais vendidos do New York Times, ela também chegou a participar do programa do Jimmy Fallon. No momento, ela termina sua turnê americana.

Leia mais: Instagram | Aprenda truques não tão conhecidos pelos usuários

Poesia e redes sociais

Desde a publicação da coleção de Rupi, o gênero se tornou uma das categorias com mais crescimento nas publicações de livros.

Segundo uma pesquisa de mercado, 12 dos 20 poetas mais vendidos em 2017 já foram Insta-poets. Ou seja, eles combinaram o trabalho escrito com posts do Instagram. Quase metade dos livros de poesia vendidos nos Estados Unidos ano passado foram escritos por esses poetas.

Neste ano, a National Endowent for the Arts e o US Census Bureau mostraram que 28 milhões de americanos estão lendo poesia.

Entretanto, a ascensão dos Insta-poets não começou com Rupi. Em 2012, Melville notou que uma poetisa cambojana-australiana chamada Lang Leav estava se tornando popular na internet. Seu trabalho era divulgado nas redes sociais.

Melville deu um salto de fé e assinou contrato com a editora de Lang. Assim, nasceu Love & Misadventures, que vendeu mais de 150 mil cópias.

Neste ano, o mundo da poesia foi abalado por outra estrela das redes sociais. A atriz Cleo Wade tem agora suas palavras em outdoors de Los Angeles e Times Square.

Outro exemplo é Atticus. Usando uma máscara para manter a identidade escondida, conta com Emma Roberts, Alicia Keys e Karlie Kloss como fãs.

R.M. Drake é outro. Começou a publicar sua poesia no Tumblr e no DevianArt, agora conta com 1,8 milhões de seguidores e 12 livros impressos. Vários deles já best-sellers internacionais.

Cultura poética

Há oito anos, Chad Harbach, editor da revista n + 1, escreveu que existiam duas culturas literárias. A trilha institucional do MFA – voltada para universidade – e o mundo editorial centrado em Nova York.

Mas agora há uma terceira: a cultura acelerada, democratizadora e hiperconectada.

Os poetas dessa nova categoria geralmente tem pouco treinamento formal e seus editores estão espalhados pelo mundo.

A mídia social aparenta ter rompido as paredes em tornos de um campo que há muito tempo é considerado de alto nível, exclusivo, esotérico e regido pela tradição. Há também a questão de abertura para jovens de grande apelo, sendo muitas mulheres.

Poetas de mídias sociais usam o Instagram como uma ferramenta de marketing. O que mostra que não são apenas artistas, mas também empreendedores. Eles ainda ganham dinheiro principalmente por meio de publicação e eventos ao vivo.

Construindo suas próprias mini-marcas, os poetas podem aproveitar o comércio eletrônico para complementar sua renda. Alguns vendem mercadorias envolvendo sua arte, por exemplo.

A popularidade cada vez maior também os torna valiosos para outras marcas, oferecendo novas e maiores formas de mercantilizar suas palavras.

Talvez isso fosse inevitável com a natureza do consumo rápido no Instagram. Os limites de uma postagem no Instagram incentivam a mensagem entregue.

Em uma plataforma cheia de estilos de vida, idealizadas em comida, viagem e moda, a poesia apresenta filosofias inspiradoras. É impossível prever com a indústria está mudando radicalmente pelas mídias sociais e se essas transformações serão duradouras.

FONTE

Sobre nós

A influu é o ecossistema feito para influenciadores digitais. Com foco na monetização e profissionalização dos novos formadores de opinião, a empresa se divide em três áreas: criação de conteúdo para o blog, redes sociais e YouTube, realização periódica de eventos por todo Brasil e mediação entre influenciadores e marcas para campanhas de marketing.

Para entrar em contrato, mande um e-mail para oi@influu.me

Estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Apaixonado por cinema. Aspirante a roteirista e crítico. Apaixonado por Star Wars e animações da Disney.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO POR EMAIL

Leia também

Influenciador conta como é ter um canal de trollagem no YouTube
Canal Influu
725 Visitas
Canal Influu
725 Visitas

Influenciador conta como é ter um canal de trollagem no YouTube

Victor Russo - 16 de novembro de 2017

Pedro leite, do canal de trollagem do YouTube Lactose, começou como influenciador fazendo vídeos para o Vine. O aplicativo bombou…

O prejuízo de não postar vídeos no canal por muito tempo
Todos
677 Visitas
Todos
677 Visitas

O prejuízo de não postar vídeos no canal por muito tempo

Victor Russo - 14 de setembro de 2017

No Youtube, é fundamental manter frequência na postagem de vídeos para que o seu canal continue crescendo, se desenvolvendo e, principalmente,…

Qual é o pior vídeo que um youtuber pode fazer?
Todos
558 Visitas
Todos
558 Visitas

Qual é o pior vídeo que um youtuber pode fazer?

Victor Russo - 13 de abril de 2018

Banheira de Nutella, react e trollagens que passam dos limites são alguns dos vídeos mais criticados do YouTube. Mas esse…

Anunciar no Facebook é uma boa ideia?
Todos
253 Visitas
Todos
253 Visitas

Anunciar no Facebook é uma boa ideia?

Victor Russo - 23 de fevereiro de 2018

Grande parte dos youtubers que querem crescer o canal acreditam que a melhor maneira é anunciar no Facebook. Mas a…

Comente

Seu email ficará oculto

Mais Visitados

Os 10 maiores canais brasileiros no YouTube
Diversos
39443 Visitas
Diversos
39443 Visitas

Os 10 maiores canais brasileiros no YouTube

Victor Russo - 9 de abril de 2018

O Brasil é um dos países que mais consomem conteúdos do YouTube no mundo. Aproximadamente 95% da população internauta brasileira utiliza a plataforma de vídeos do Google.…

YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?
Diversos
37308 Visitas
Diversos
37308 Visitas

YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?

Guilherme - 10 de agosto de 2018

Atualmente, o Spotify é um dos maiores serviços de streaming de música. Mas, a chegada do YouTube Music pode trazer uma concorrência bem disputada. Por isso, decidimos…

5 temas de videos para youtubers iniciantes
Todos
17910 Visitas
Todos
17910 Visitas

5 temas de videos para youtubers iniciantes

Fernanda Campos - 19 de abril de 2018

É comum que influenciadores digitais tenham bloqueios criativos ou dificuldades para encontrar temas de vídeos. Para que seu canal no YouTube não empaque, listamos algumas ideias que funcionam…

6 temas de vídeos para youtubers iniciantes
Canal Influu
15429 Visitas
Canal Influu
15429 Visitas

6 temas de vídeos para youtubers iniciantes

Fernanda Campos - 25 de outubro de 2017

É muito comum que influenciadores que estão começando um canal no YouTube tenham dificuldade em pensar sobre o que fazer vídeos. Mesmo que já tenha o tema…