Classificação etária para o YouTube?

337 Visitas Tempo de Leitura: 3 minutos

Não há dúvidas de que o YouTube seja o campeão de audiência atual. O público que mais consome os vídeos expostos na plataforma são adolescentes e jovens adultos, entretanto, eles não são os únicos.

Como o YouTube atrai atenção de tantas pessoas, era de se esperar que as crianças – que já nasceram tão conectadas com o mundo digital – se sentissem interessadas pela plataforma e por seus vídeos.

Em uma era na qual cada vez menos conteúdo infantil é exibido na televisão, as crianças se sentem cada vez mais atraídas pelos youtubers e isso gerou um grande debate: afinal de contas, o YouTube também deve ser submetido à classificação etária? Existe um limite no conteúdo dos youtubers?

Os Argumentos

Atualmente, no Brasil, todos os filmes, séries e jogos precisam ser avaliados pela Secretaria Nacional de Justiça – a equipe que analisa é formada por advogados, psicólogos, especialistas de mídia e professores – antes que eles sejam lançados.

Ou seja, o YouTube é a única mídia cultural que não precisa ter a classificação de idade definida e, por isso, é a única que está sendo alvo das discussões.

O objetivo da avaliação é definir quais conteúdos se adequam à visão infantil, sem fornecer informações e imagens que eles ainda não estão preparados para acessar.

Ao mesmo tempo que existe um consenso a respeito do direito de liberdade de expressão e da liberdade de criação do artista, também existe a defesa da ingenuidade infantil.

Porém, há uma questão que precisa ser respondida antes de todas essas: De quem é a responsabilidade do conteúdo consumido pelas crianças, dos pais ou dos youtubers?

Enquanto alguns defendem que os responsáveis pelos pequenos precisam observar e definir o que pode ser assistido por seus filhos, há pessoas, como Regina de Assis – doutora em educação pela Universidade de Harvard – que defendem que os criadores de conteúdo tem uma responsabilidade social a partir do momento em que sabem que crianças assistem ao seu canal.

Mesmo que se defina que a responsabilidade sobre o que as crianças assistem na internet deve ser dividida entre pais, influenciadores digitais e o governo, não se pode esquecer que a palavra final a respeito do que os pequenos assistirão depende da decisão dos responsáveis por eles.

Apesar de a responsabilidade dos pais não ser eliminada, pode ser que o fato de existir uma classificação etária os ajude a decidir quais são os conteúdos que seus filhos podem assistir.

Sobre nós
A influu é o ecossistema feito para influenciadores digitais. Com foco na monetização e profissionalização dos novos formadores de opinião, a empresa se divide em três áreas: criação de conteúdo para o blog, redes sociais e YouTube, realização periódica de eventos por todo Brasil e mediação entre influenciadores e marcas para campanhas de marketing.

Para entrar em contrato, mande um e-mail para oi@influu.me

 

 

Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/governo-estuda-estender-classificacao-indicativa-para-conteudos-da-internet-22616672

 

 

 

Thaís Dias do Carmo tem 24 anos, é formada em Letras português/italiano na USP e também é atriz. Na Influu atua na área de criação de conteúdo.

RECEBA NOSSO CONTEÚDO POR EMAIL

Leia também

“Queremos influenciar com conteúdo positivo”, diz youtuber do Fes sobre rodas
Canal Influu
247 Visitas
Canal Influu
247 Visitas

“Queremos influenciar com conteúdo positivo”, diz youtuber do Fes sobre rodas

Victor Russo - 1 de novembro de 2017

Felipe Costa e Fernanda Fontenele, casados e cadeirantes, há nove e treze anos, respectivamente, criaram o canal Fes sobre rodas,…

Frequência ou bom conteúdo: O que mais importa no YouTube?
Todos
362 Visitas
Todos
362 Visitas

Frequência ou bom conteúdo: O que mais importa no YouTube?

Victor Russo - 21 de dezembro de 2017

É normal que em algum momento lhe falte ideia de conteúdo para gravar. E nesse momento você cairá no dilema:…

Saiba como ter áudio de qualidade em vídeos
Todos
354 Visitas
Todos
354 Visitas

Saiba como ter áudio de qualidade em vídeos

Victor Russo - 16 de novembro de 2017

Há muitas formas de ter um áudio de qualidade. Não necessariamente é preciso ter o melhor e mais caro microfone.…

Conheça quatro sites para baixar legalmente vídeos sem royalties
Diversos
1572 Visitas
Diversos
1572 Visitas

Conheça quatro sites para baixar legalmente vídeos sem royalties

Guilherme - 21 de setembro de 2018

Produtores de vídeos do YouTube sabem o quanto é complicado usar outros vídeos protegidos por direitos autorais. Mas existem programas…

Comente

Seu email ficará oculto

Mais Visitados

Os 10 maiores canais brasileiros no YouTube
Diversos
38631 Visitas
Diversos
38631 Visitas

Os 10 maiores canais brasileiros no YouTube

Victor Russo - 9 de abril de 2018

O Brasil é um dos países que mais consomem conteúdos do YouTube no mundo. Aproximadamente 95% da população internauta brasileira utiliza a plataforma de vídeos do Google.…

YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?
Diversos
37172 Visitas
Diversos
37172 Visitas

YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?

Guilherme - 10 de agosto de 2018

Atualmente, o Spotify é um dos maiores serviços de streaming de música. Mas, a chegada do YouTube Music pode trazer uma concorrência bem disputada. Por isso, decidimos…

5 temas de videos para youtubers iniciantes
Todos
17685 Visitas
Todos
17685 Visitas

5 temas de videos para youtubers iniciantes

Fernanda Campos - 19 de abril de 2018

É comum que influenciadores digitais tenham bloqueios criativos ou dificuldades para encontrar temas de vídeos. Para que seu canal no YouTube não empaque, listamos algumas ideias que funcionam…

6 temas de vídeos para youtubers iniciantes
Canal Influu
15409 Visitas
Canal Influu
15409 Visitas

6 temas de vídeos para youtubers iniciantes

Fernanda Campos - 25 de outubro de 2017

É muito comum que influenciadores que estão começando um canal no YouTube tenham dificuldade em pensar sobre o que fazer vídeos. Mesmo que já tenha o tema…